indústria 40 (57)

Por Ana Cavalieri

As administrações tributárias da União dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios iniciaram as primeiras conversas a respeito da modernização e do uso da tecnologia para o compartilhamento de cadastros e informações fiscais há 17 anos.

 Buscava-se a promoção de integração administrativa entre as três esferas de Governo que geraria a disponibilização de informações que fossem mais facilmente utilizadas para cruzar dados dos contribuintes e assim aumentar a eficácia da fiscalização. Através do intercâmbio de informações fiscais entre as esferas governamentais, a padronização em formato digital e melhor qualidade das informações seria possível fiscalizar os contribuintes sem que o agente fiscal tivesse que se deslocar até as empresas. Além do ganho de eficiência no número de fiscalizações houve também uma maior assertividade e o resultado foi visto no incremento da arrecadação.

O SPED-Sistema Público de Escrituração Digital revolucionou os departamentos tributário

Saiba mais…
PORTARIA RFB Nº 879, DE 20 DE MAIO DE 2020
Multivigente Vigente Original Relacional

(Publicado(a) no DOU de 22/05/2020, seção 1, página 114)  

Altera a Portaria RFB nº 1.639, de 22 de novembro de 2016, que estabelece procedimentos para disponibilização de dados de que trata o Decreto nº 8.789, de 29 de junho de 2016.

O SECRETÁRIO ESPECIAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 327 do Regimento Interno da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF nº 430, de 9 de outubro de 2017, resolve:

Art. 1º A Portaria RFB nº 1.639, de 22 de novembro de 2016, passa a vigorar com as seguintes alterações:

"Art. 6º .......................................................................

§ 3º Fica autorizada a disponibilização de dados por meio de fornecimento de réplicas, parciais ou totais, até 31 de dezembro de 2020, período em que o órgão ou entidade solicitante deverá adotar o mecanismo de compartilhamento de

Saiba mais…

Por Marina Mello

Dá para estudar de casa com o material didático de cursos de aperfeiçoamento e de requalificação, que preparam o profissional para os desafios da 4ª revolução industrial. Conteúdo estará disponível na internet pelos próximos 90 dias, gratuitamente. Aproveite!

A pandemia de coronavírus impôs uma série de mudanças na vida das pessoas em diversos países, inclusive do Brasil. Ficar em casa é a opção mais cautelosa e, para não cair no ócio, a melhor saída é aproveitar este tempo para se requalificar profissionalmente.

Com isto em mente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) abrirá vagas gratuitas em cursos à distância voltados à indústria 4.0. Nos próximos 90 dias, serão mais de 100 mil vagas gratuitas para cursos autoinstrucionais.

As vagas serão oferecidas em temas como Desvendando a Indústria 4.0, Desvendando a Blockchain, Desvendando o Lean Manufacturing, e Desvendando o BIM (Building Information Modeling). Os cursos têm carga horária de 20 horas. Também

Saiba mais…

Como ser um profissional de sucesso na era pós-digital

Por Sergio Chaia

Tenho percebido nas minhas conversas com CEOs e vice-presidentes que esses profissionais estão muito angustiados sobre como sobreviver em um mundo cada vez mais pautado pelo digital. Seja para ampliar vendas, superar a concorrência ou alcançar o público da forma mais eficiente possível, essas questões têm habitado as prioridades de vários executivos.

 

Recentemente tive um encontro com o CEO da agência de comunicação LiveAD, Lucas Mello, que me disse que, para minha surpresa, o conceito de “era digital” já era. Para ele, na medida em que a tecnologia e o digital se integram cada vez mais à vida, aos negócios e até aos nossos corpos, viveremos na próxima década uma fase de retomada e valorização das nossas características e habilidades humanas. É o que alguns especialistas vêm chamando de “era pós-digital”.

 

Grandes líderes como Elon Musk e Bill Gates já alertaram para os riscos do crescimento exponencial do uso da inteligência artificial, gerando uma grande redução de

Saiba mais…

Por Cassio Gusson

A proposta do Ministro da Economia, Paulo Guedes, de criar um imposto único que possa reunir diferentes tributações como PIS/Cofins, IPI, ICMS e ISS ganhou um 'concorrente' de peso, o empresário brasileiro Miguel Abuhab e nada menos que uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, a Microsoft, segundo informou a Folha de São Paulo em 10 de fevereiro.

Em parceria com a gigante de tecnologia o empresário brasileiro deseja usar a tecnologia do Bitcoin, blockchain, para construir um sistema de cobrança automática de impostos sobre consumo e que poderia unificar os diferentes impostos nacionais em um só.

Como revela a Folha, Abuhab vem conversando com o Governo Federal, desde 2015, sobre a proposta, quando o presidente do país ainda era a petista Dilma Rousseff. Contudo agora o empresário pretende transformar a proposta em protótipo e para isso quer contar com a ajuda da Microsoft que deve desenvolver a solução usando blockchain e que deve estar 'pronta' até o final do

Saiba mais…
Diante do avanço da tecnologia, os impactos ocorridos no mundo do Trabalho merecem uma atenção especial, pois não se sabe ao certo, quais serão, em curto, médio e ao longo prazo, os impactos na saúde, segurança e qualidade de vida dos trabalhadores. Em se tratando apenas da segurança, podemos imaginar uma diminuição no número de acidentes do trabalho, aqueles que requerem uma melhor proteção coletiva, que atua no ambiente, no qual pode ser previsto o erro do trabalhador, podendo realmente prevenir o acidente
Saiba mais…

Por Rafaella Feliciano

A utilização da automação de processos robóticos (RPA, sigla em inglês) para atividades rotineiras.  Plataformas de inteligência artificial para a análise de um grande volume de dados. Softwares que geram relatórios mais assertivos, aumentando a produtividade e otimizando o tempo da equipe, à medida que geram mais valor agregado aos produtos.

Tudo isso pode parecer ficção científica, mas é o presente. A disrupção tecnológica já é realidade. O futuro chegou e o processo de transformação digital passou a integrar o cotidiano dos profissionais. E a Contabilidade não podia ficar fora dessa.

Aliada à tecnologia, a Contabilidade continua no ranking das áreas mais promissoras em 2020. Um levantamento realizado pela Page Group, e publicado nesta semana, com exclusividade, na revista Você S/A (veja a matéria aqui), mostra que a economia está passando por grandes transformações no Brasil e 38 cargos terão destaque no mercado de trabalho. Entre eles, é possível identificar

Saiba mais…

Por Felipe Matos

Se o ano de 2019 pode ser considerado o melhor para as startups no Brasil, 2020 se inicia com grandes expectativas. Como faço todo ano, publico aqui uma lista das principais tendências que acredito que deverão estar presentes neste ano no ecossistema de startups nacional.

Acredito que o grande destaque de 2020 será no campo da regulação. Teremos o Marco Legal das Startups, a entrada em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o início do funcionamento do sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, todas ações da esfera de regulação que podem gerar impactos muito relevantes para o ecossistema de startups no país.

Teremos um Marco Legal das Startups

Em 2020 é esperado o Marco Legal das Startup no Brasil, que deverá trazer novidades importantes para simplificar a facilitar a criação, gestão e captação de investimentos por essas empresas no país. Dentre elas, está a criação de uma modalidade de sociedade anônima simplificada e de abertura digital, moderniza

Saiba mais…

Por Don Schuerman

Os esforços voltados para a transformação digital das empresas devem envolver a colaboração entre lideranças e equipes. Em 2020, as falhas em projetos de Inteligência Artificial em andamento ficarão visíveis. O sucesso será das corporações que unem automação de processos digitais e a experiência do consumidor, garantindo que as ‘promessas’ feitas sejam cumpridas. Para tanto, centros de ética para IA serão criados, para que a tecnologia seja utilizada com transparência e empatia com os clientes. Confira os principais aspectos dessa transformação:

• Construindo pontes para lidar com a lacuna cultural: A transformação digital, nas empresas, requer colaboração entre líderes, funcionários e equipe de TI. Em 2020, essa mudança cultural e ascensão para uma mentalidade colaborativa será tão essencial como a própria tecnologia. As organizações analisarão com seriedade a cultura da transformação digital (DX) e intensificarão os esforços para adaptar toda equipe e cultura intern

Saiba mais…

O que a TI nos reserva para 2020?

Por Juan Pablo Jiménez

Nos últimos anos as mudanças tecnológicas aceleraram de maneira exponencial. Tanto em nossa vida pessoal quanto nas empresas, parecia que nunca poderíamos ter a “tecnologia mais recente” porque novos produtos e atualizações surgem quase que imediatamente. Mas, em 2020, confirmaremos que a corrida não deve ser pela tecnologia mais recente, mas sim pela que realmente contribui para uma melhoria real das operações comerciais e garanta uma melhor experiência do trabalho para as pessoas, o que resultará em maior produtividade, melhor atendimento ao cliente e um maior compromisso com a empresa. Tudo isso, claro, sem descuidar da segurança dos dados. Acredito que, em 2020, veremos:

Fim da moda da ‘Transformação Digital’
Nos últimos anos as empresas começaram a incorporar novas tecnologias com o desejo de “transformar”. No entanto, muitos acabaram com processos mais complexos e sem conseguir ver mudanças reais em seus negócios. O fim da moda chegou. Em 2020 veremos clara

Saiba mais…