São Paulo - O estado de São Paulo perde por ano uma média de 84 mil empresas, segundo pesquisa divulgada hoje (25) pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Essas falências geram aos empreendedores prejuízos de R$ 1,4 bilhão por ano, referente ao capital investido nos negócios.

Segundo o estudo feito com base em dados coletados pelo Sebrae em 2008, a falência atingiu 27% dos empreendimentos com um ano de existência e 58% deles não ultrapassaram cinco anos de atividade.

Os números, entretanto, mostram um aumento da longevidade das empresas em comparação ao estudo realizado com dados de 1998, quando foi apontada uma taxa de fechamento de 32% para as empresas com um ano de existência e 71% no período de cinco anos.

O fechamento dos empreendimentos, em geral, é causado por uma sucessão de problemas. Na pesquisa, 18% dos empreendedores alegaram a falta de clientes como principal causa da falência, 10% a falta de capital, e 10% problemas no planejamento e administração.

Segundo o estudo, os empreendimentos que ainda estão em atividade tiveram em média um tempo de planejamento prévio de seis meses, contra três meses das que deixaram de funcionar.

Entre as empresas que encerraram as atividades, 45% admitiram não ter levantado o número de clientes ou os hábitos de consumo do nicho que pretendiam atender, 30% não sabiam o número de concorrentes que teriam e 28% não possuíam informações prévias sobre os fornecedores.

Segundo o levantamento, 83% dos negócios foram abertos com recursos próprios ou de parentes. O acesso a empréstimos bancários parece ter importância para o sucesso do empreendimento. Entre os que continuam em atividade, 30% conseguiram crédito junto a uma instituição financeira, contra 15% dos que fecharam as portas.

De acordo com o Sebrae, no entanto, são criadas a cada ano 137 mil empresas no estado de São Paulo.

Fonte: Agência Brasil

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Blog da BlueTax.

Join Blog da BlueTax