b-connection (1)

Por Luiz Mazetto

Quando a coordenadora-geral de Tecnologia e Segurança da Informação da Receita Federal do Brasil (RFB), Cláudia Maria de Andrade, terminou as faculdades de Direito e de Letras, cursadas de forma simultânea em sua cidade natal, São José do Rio Preto, no interior paulista, ainda nem passava pela sua cabeça fazer carreira na área de tecnologia.

“De jeito nenhum. Estava longe de ser o meu objetivo”, afirma a executiva, que está há cerca de 25 anos na estatal, onde começou a trabalhar como auditora por meio de um concurso público prestado após se formar. Ao longo desse período, Cláudia já passou por diferentes setores do órgão, além de ter feito especializações em Tecnologia da Informação e Administração Pública.

Segundo ela, o interesse pelo setor de TI surgiu à medida que descobria o potencial de impacto da tecnologia, tanto internamente, com melhorias de processos, quanto junto à sociedade, de forma geral. “Isso me fascinou”, afirma a executiva, que está há aproximada

Saiba mais…