CNT informa ao governo federal sobre dificuldades do eSocial

A CNT (Confederação Nacional do Transporte) encaminhou ofícios à Casa Civil da Presidência da República e aos ministérios do Trabalho e da Fazenda, solicitando providências para resolver os graves problemas operacionais e de tomada de decisão resultantes da implantação do eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas).

“O eSocial não pode se afastar das suas premissas de racionalizar e simplificar o cumprimento de obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias das empresas. É fundamental preservar os objetivos do programa criado para garantir direitos e reduzir a burocracia pública”, ressaltou o presidente da CNT, Clésio Andrade, nesses documentos. 

Segundo ele, a CNT tem registrado a ocorrência de alguns equívocos nos procedimentos adotados pelos órgãos gestores do eSocial, que estão expondo empresas e trabalhadores a situações de insegurança jurídica. “São falhas que, se não forem rapidamente solucionadas, podem prejudicar as empresas e até inviabilizar a completa implantação do eSocial, alerta a Confederação.

Dentre os problemas identificados pela CNT, estão constantes mudanças e instabilidade da plataforma do eSocial. Isso tem atrasado o fornecimento de dados por parte das empresas, que correm risco de sofrer penalidades por descumprimento de prazos. Ao mesmo tempo em que as dificuldades se multiplicam, o serviço de suporte do eSocial tem se mostrado insuficiente para atender à demanda das milhares de empresas que estão aderindo ao programa. 

Outro problema é a ausência de integração do eSocial com outras plataformas. Essa disfunção obrigará as empresas a realizar operações em mais de um sistema, como, por exemplo, nas atividades de apuração de dados e na consequente geração de guias. 

Ao citar esses e outros problemas, a CNT concluiu informando que relatos semelhantes foram feitos ao Comitê Gestor do eSocial sem que, até o momento, houvesse solução.

Clique aqui e conheça o teor do ofício encaminhado à Casa Civil da Presidência da República.

Exibições: 200

Comentar

Você precisa ser um membro de Blog da BlueTax moderado por José Adriano para adicionar comentários!

Entrar em Blog da BlueTax moderado por José Adriano

Comentário de José Adriano em 1 agosto 2018 às 14:38

Apoio

Receba a Newsletter Diária

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Apoio

© 2018   Criado por José Adriano.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço